#MedicalBranding: A comunicação para os serviços de saúde deixa de ser a ponta para ser a base do iceberg

Para o senso comum, o processo de construção de marca parte sempre de um esforço de comunicação bem formulado: ajustado para gerar impressões, sensações e motivar a ação de compra. Para uma marca em seu sentido mais tradicional (nome e/ou símbolo que identifica o fornecedor, indica a sua origem e gera a recordação), os esforços … Continue lendo #MedicalBranding: A comunicação para os serviços de saúde deixa de ser a ponta para ser a base do iceberg

Um possível entendimento para “submercado”

O termo mercado de subsistência é muito utilizado para descrever conjunturas econômicas onde se troca o básico e o mínimo viável. Quase não existe valor agregado nesta troca, exceto pelo fato de estar-se entregando algum item que atende a uma necessidade fundamental. Neste tipo de situação, o mercado existe para o atendimento de alguma questão … Continue lendo Um possível entendimento para “submercado”

#MedicalBranding: O link emocional entre marcas e pacientes na área da saúde

Construir credibilidade e uma boa imagem na área médica resultará obrigatoriamente na construção de uma marca. A confusão natural que se faz em torno do conceito "marca" e outros elementos fundamentais dentro de um posicionamento estratégico em serviços, contudo, faz com que as pessoas erroneamente associem uma marca apenas a sua faceta nominal e imagética: … Continue lendo #MedicalBranding: O link emocional entre marcas e pacientes na área da saúde